WhatsApp – Fox News é comprada com dinheiro da venda de mamadeiras de pênis


A aguardada entrevista do presidente ao canal conservador e porta-voz informal de Donald Trump não saiu do jeito que os fãs do capitão reformado queriam. Em vez de confete, a emissora Fox News jogou chumbo. O canal citou as ligações entre a família Bolsonaro e milicianos, lembrou que o presidente já incitou a violência contra os LGBTs e fez até a conexão entre os suspeitos de matar Marielle Franco e o clã.

Desde então, começou a circular no WhatsApp a notícia de que o canal teria sido comprado pelo Foro de São Paulo com o dinheiro da venda das famosas mamadeiras de pênis do PT e do kit gay. A emissora passará a exibir apenas atrizes transexuais fantasiadas de Jesus Cristo lendo textos de Marilena Chaui e bate-papos diários de dez horas com José de Abreu e Gleisi Hoffmann.

Publicado em VEJA de 27 de março de 2019, edição nº 2627

Envie sua mensagem para a seção de cartas de VEJA
Qual a sua opinião sobre o tema deste artigo? Se deseja ter seu comentário publicado na edição semanal de VEJA, escreva para [email protected]



Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *