Twitter – Moro assina camiseta de fã e Bolsonaro brinca: ‘Lula livre?’



Nestes pouco mais de sete meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro já deixou claro que não tem papas na língua. Mas, nos últimos dias, o pesselista tem dado declarações, no mínimo, embaraçosas para quem o acompanha. O privilegiado da vez foi o ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

Nesta sexta-feira, 9, em um vídeo que circula pelas redes sociais, Bolsonaro autografa uma camiseta de um homem, vestido com uma espécie de agasalho com a bandeira do Rio Grande do Sul nos ombros. Na sequência, é possível ouvir o possível fã do presidente pedindo para que Moro também assine a peça de roupa.

Depois da assinatura de Moro, Bolsonaro finge ler o recado deixado por seu ministro: “Lula livre?”, questionou o presidente. Em meio a fotografias e risadas dos presentes, o ex-juiz federal esboça um sorriso sem graça ao lado do chanceler Ernesto Araújo. O momento foi compartilhado pelo deputado federal e vice-líder do governo na Câmara dos Deputados Guilherme Derrite (PP-SP). Moro, enquanto juiz, foi o responsável por condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex do Guarujá. O lema “Lula livre”, por sua vez, é utilizado por figuras políticas e militantes que consideram injusta a prisão do petista e pedem a sua liberdade.

Mais cedo, também nesta sexta-feira, Bolsonaro, novamente ao lado de Moro, surpreendeu ao responder a uma pergunta sobre como conciliar preservação ambiental e crescimento econômico. Questionado se seria possível “crescer com preservação”, o presidente foi taxativo: “É, sim. É lógico que sim”. Instado a explicar como, não titubeou: “É só você deixar de comer menos um pouquinho. Você fala para mim em poluição ambiental. É só você fazer cocô dia sim, dia não, que melhora bastante a nossa vida também”.

Na quinta-feira 8, em sua tradicional transmissão semanal ao vivo, Bolsonaro fez troça com Moro quando o ministro cederia seu lugar para Ricardo Salles, que comanda a pasta do Meio Ambiente. “Vou só pedir a sua licença e trocar de lugar com o ministro Salles, para (tratar de) outros assuntos”, afirmou ex-juiz federal. O presidente, então, rebateu: “Vai fazer um troca-troca com o Salles aí?”, em alusão a uma prática sexual.

Mais uma vez, Bolsonaro não conteve o riso ao lado de um Moro envergonhado. A cena se torna ainda mais tragicômica porque a tradutora de libras, que acompanha o presidente em todas as suas transmissões nas redes sociais, fez questão de representar toda a frase.

Aliados de primeira hora de Bolsonaro fazem questão de dizer que este jeito “bonachão”, como disse a VEJA o senador Major Olimpio, faz parte da personalidade do atual presidente da República. Resta saber, no entanto, o que pensam aqueles que são colocados em suas saias justas.





Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *